13 de julho de 2020

Guia dos Carros

O seu portal automotivo do Brasil

Veja fotos do Mini-Renegade que chega em 2022

Veja fotos do Mini Renegade que chega em

Veja fotos do Mini Renegade que chega em

Veja fotos do Mini-Renegade que chega em 2022

Um dos lançamentos mais aguardados pelo mercado de veículos, o Mini-Renegade é a aposta mais recente da Jeep para o ano de 2022.

Além disso, o lançamento dessa SUV é uma estratégia um quanto ambiciosa da marca para posicionamento e e crescimento da mesma no mercado automotivo. Confira aqui informações sobre esse utilitário.

Mini-Renegade: A idealização do projeto

A idéia central do projeto do Mini-Renegade era de ter como base a estrutura de carros como Uno, Mobi e também o Panda, ambos da empresa FIAT, já que esses projetos tem a tração 4X4.

Entretanto, essa idéia teve uma mudança, quanto houve a união entre as empresa FCA e PSA, passando de usar a plataforma específica da Fiat para usar a estrutura comum do Peugeot.

Leia também  Manutenção cara: os piores carros

Devido ao fato de que a estrutura da Fiat, mesmo a anos no mercado, ainda não esteja pronta para um processo de eletrificação.

Características do Mini-Renegade 2022

A nova SUV da Jeep, a Mini – Renegade, terá no máximo 4 metros, sendo então um carro de pequeno porte e contará com um plataforma CMP (Commun Modular Plataform) mais versátil.

Assim, terá espaço nos dois eixos para um motor elétrico e baterias, sendo então uma estrutura mais leve do que as utilizadas até então pela marca Fiat.

De maneira idêntica, essa mesma plataforma vem sendo utilizada em SUV’s como o Peugeot 2008 e também o DS 3 Crossback. Além, dos modelos hatches Peugeot 208 e o Opel Corsa.

Mini Renegade: Motor

O novo Mini – Renegade terá novos motores da família Firefly. Assim, tendo como motor o 1.0 com três cilindros turbo e contará com a opção do sistema micro – híbrido.

Leia também  Renegade e Compass híbridos chegarão no Brasil em 2021

É provável que nesse modelo nenhum motor Peugeot ou também Citroën venha a ser usado, já que os mesmos possuem propulsores ainda bem novos.

Além do 1.0, outra opção estará disponível, a versão 1.3 com quatro cilindros hibrido e que contará com tração 4X4 com base na divisão das forças entre o motor comum responsável pelas rodas dianteiras e o elétrico pelas rodas traseiras.

%d blogueiros gostam disto: